segunda-feira, 29 de outubro de 2018

Como se vai à Lua?

As reuniões da manhã são destinadas a partilhas e a diálogos. Numa destas reuniões, surgiu a questão "Como é que se pode ir à Lua?". Muitas respostas se fizeram ouvir e muitas dúvidas foram levantadas. Depois de muito conversarmos, decidimos, então, dar resposta a estas nossas dúvidas. Surgiu, assim, o primeiro projeto do ano.

Demos início à pesquisa e, durante este processo, uma nova questão nos desassossegou: 

"Porque é que o Sol dorme à noite e de dia dorme a lua?"


Na nossa sala vive-se um clima de verdadeira participação e a criatividade é entendida como uma estratégia essencial ao processo educativo. Por isso, e tendo em conta que " a participação das crianças é um meio de aprendizagem com valor em si mesmo e um direito fundamental da infância que reforça os valores democráticos" (Tomás, 2007, p.53), para darmos resposta a esta questão decidimos construir uma maqueta do sistema solar. Com esta maqueta todos conseguimos construir aprendizagens que trazem abraçadas a si conceitos científicos complexos e desafiantes. De facto, como nos diz Vigotsky (2012), "a capacidade de elaboração e de construção a partir de elementos, de combinar os elementos velhos em novas combinações, constitui o fundamento do processo educativo" (p.28) e sustenta a construção de aprendizagens de forma significativa.


Sem comentários:

Enviar um comentário